Parceria para a Regeneração Urbana do Parque da Devesa

 

A intervenção que levou à construção do Parque da Devesa foi inicialmente composta por nove operações de carácter material e imaterial. À Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, juntaram-se diversas entidades, como a CESPU, o CITEVE, a Associação de Moradores das Lameiras e a ADRAVE) e cujos impactes se vieram a sentir a diversos níveis: funcional e urbano, social e económico e na cultura e vivências urbanas.
Para além do investimento feito no âmbito da construção do parque, deve referir-se que existe ainda um conjunto de investimentos públicos e privados, designados por Ações Complementares, que se relacionam diretamente com a área de intervenção e que contribuem para a maximização dos seus efeitos induzidos.

Notícias

Uma viagem pelo território famalicense

Notícias

AMBIENTAR-SE -

Noticias

Exposição: Ave Selvagem